Laboratório Afrofuturista

45469194_2081376425508790_8977049572165550080_o

O Laboratório Afrofuturista surge da necessidade de contribuir para  diminuir as desigualdades enfrentadas pela população negra, moradora de favela, por meio do aprendizado em  realidade virtual e vídeo em 360º. O objetivo é garantir a possibilidade de outras vozes e narrativas sobre a população negra e pobre das periferias recriando novos mundos, a partir da estética afrofuturista em que negros possam viver em igualdades de condições.

Entre os objetivos do Laboratório Afrofuturista é garantir a possibilidade de outras vozes e narrativas sobre a população negra das periferias; potencializar a criação artística e política de comunicadores  negrxs através da valorização da cultura, história e filosofia negra; ampliar o repertório e acesso a ferramentas para que jovens negrxs possam produzir sua comunicação , rede e networking; fortalecer a entrada de mulheres, pessoas negras  e coletivos periféricos no mercado da comunicação e do audiovisual, gerando renda e autonomia para essa parcela da população.

Através do remix de tecnologias imersivas com estética, política, cultura, história e filosofia negra, os participantes tiveram o desafio de produzir outras histórias sobre a população negra e pobre das periferias, a partir da estética afrofuturista. E assim, puderam recriar novos mundos onde corpos negros são livres, podem dançar, viajar no futuro, se reconectar com seus ancestrais, viverem livres e em igualdades de condições.

A edição do Laboratório em 2018  resultou na produção coletiva de três vídeos em 360º: Afrodimensional, Afrofunk e Água Santa.

Confira no nosso canal no youtube.